Gestão de condomínios: desafios e surpresas que os síndicos podem passar

Elaboração de assembleias, prestação de contas, cobranças, orçamentos, manutenções constantes, sem falar nas reclamações de moradores. Que a rotina diária do síndico para a melhor gestão do condomínio não é uma missão fácil, isso a gente já sabe, pois é uma tarefa que vem acompanhada de grandes responsabilidades. E você já sabe quais são os desafios ou surpresas que possam vir a ocorrer durante a sua gestão como síndico?
 
Criamos este material com todas as informações que você precisa saber para não receber nenhuma surpresa durante a sua gestão. Não precisa se desesperar, nós vamos te mostrar que é possível sim manter ordem e boa performance para conduzir a sua gestão na maneira mais eficiente possível. Ficou interessado? Continue a leitura e veja como fazer!
 
1. Comunicação com os moradores
 
Por ser a pessoa responsável pela boa convivência do condomínio, o síndico também desempenha o papel de manter a boa comunicação entre os moradores. Saber distinguir as necessidades e construir uma ponte de diálogo entre todos é uma atividade de grande relevância, mostrando predisposição a ouvir, amenizando e resolvendo todas as dificuldades que possam vir a ocorrer.
 
Hoje os síndicos podem utilizar os recursos da tecnologia e compartilhar com os moradores dados pertinentes ao andamento da administração do condomínio em tempo real e por meio do WhatsApp estabelecer um canal de comunicação, trocando mensagens sobre as informações do dia a dia e se colocando às ordens para eventuais problemas, bem como mostrar uma participação ativa dentro da vida do condomínio
 
2. Mediação de conflitos
 
A convivência de várias pessoas em ambientes coletivos pode a qualquer momento gerar uma série de atritos causados por diversos motivos, sejam eles barulho de animais ou crianças, uso indevido de espaços coletivos, descumprimento de normas, maus cheiros, inadimplência, dentre outros.
 
O papel que deve ser desempenhado pelo síndico é intervir sobre todos os conflitos e amenizá-los o mais breve possível antes que as brigas entre os moradores se tornem uma bola de neve e se perca o controle sobre elas.
 
3. Obras e manutenções
 
Outras surpresas que podem ocorrer frequentemente são as obras e manutenções, principalmente quando elas não são programadas, podendo tornar-se grandes desafios. Com uma boa administração e planejamento do orçamento, tudo ficará mais fácil, mas para o contentamento e comodidade de todos, é necessário analisar todos os fatores que possam vir a influenciar nos serviços para não receber nenhuma surpresa no decorrer da atividade.
 
Para tanto, tenha em mãos uma lista de contatos com fornecedores dos principais serviços, que ofereçam mão de obra qualificada, bom preço e respeitem o prazo de entrega. Faça uma seleção criteriosa de profissionais e fornecedores qualificados para desempenhar todas as demandas a fim de evitar insatisfação com os demais moradores.
 
 
4. Inadimplência
 
Para arcar com os custos da manutenção, segurança, funcionários e serviços gerados no decorrer dos dias, é necessário que todos os moradores assumam as suas responsabilidades e paguem as taxas condominiais em dia. Contudo, me arrisco a dizer que são raros os casos em que 100% dos inquilinos cumpram com este compromisso. Aí vem um problema para o síndico gerenciar: a inadimplência - pode não ser um bicho de sete cabeças, mas vai trazer uma boa dor de cabeça até você encontrar a solução.
 
E assim, se faz necessário que o síndico controle essa tarefa e faça cobranças para que não haja desfalque no caixa ou fundo de reserva do condomínio.
 
5. Prestação de contas
 
Cabe ainda ao síndico a função de apresentar em assembléia geral uma prestação de contas, para isso, é necessário ser o mais transparente possível deixando bem claro em um relatório todas as despesas, receitas, inadimplências e os resultados finais gerados a partir de todas as movimentações financeiras durante a sua gestão.
 
Por parte dos inquilinos é indispensável o acompanhamento da gestão do síndico e ao findar da gestão, fique bem claro que todas as ações realizadas durante o período eram essenciais para a coletividade sem nenhuma irregularidade. E assim, no momento da prestação de contas não surja nenhum imprevisto.
 
 
Se você ficou com alguma dúvida sobre como conduzir os contratempos do condomínio ou quer mais algumas dicas sobre a melhor maneira de desempenhar o seu papel de síndico com eficiência, você pode contar com a Prolar.