Cinco dicas para quem vai morar sozinho pela primeira vez

Morar sozinho pela primeira vez certamente é um marco na vida de todas as pessoas - afinal, é quando conquistamos uma parte da tão sonhada liberdade. Entretanto, junto com os prazeres, essa nova vida nem sempre é fácil e requer muitas responsabilidades. Para te ajudar a viver essa experiência da melhor forma possível, compilamos 5 dicas para morar sozinho!

1 - Analise todos os custos

Lembre-se que, além do aluguel, você terá que arcar com as contas de luz, condomínio, água, internet, entre outros. Não esqueça também dos custos com mobília e demais itens de utilidade doméstica. Se o valor total ultrapassar o seu orçamento, verifique quais partes você está disposto a alterar para diminuir as despesas.

2 - Se é a sua primeira experiência sozinho, alugue

A primeira experiência de morar sozinho é geralmente vivida por jovens. Por isso, mesmo que você se interesse por uma casa ou apartamento próprios, é preciso avaliar se, nessa fase da vida, você realmente tem as respostas para perguntas como: quanto tempo você deseja permanecer nesse imóvel? Você pretende ter filhos? Pretende se casar e morar nesse imóvel depois disso?

É comum que os jovens ainda não tenham muitas certezas sobre o futuro e que, por isso, não queiram "jogar a âncora" ainda. Além disso, nem sempre ter um imóvel próprio é sinônimo de sucesso, principalmente no começo de carreira. Financiamentos podem ser processos que durarão anos, e nem sempre é fácil vender o imóvel. Por isso, não tenha medo de permanecer no aluguel enquanto o seu futuro não for tão claro.

3 - Aprenda afazeres domésticos e economize

Lavar roupa, limpar a casa, cozinhar e demais afazeres da rotina doméstica são muito mais baratos quando feitos por você mesmo. Do contrário, eles se tornarão despesas grandes e que com certeza tornarão o custo total de sua nova vida muito maior do que o necessário.

4 - Tenha uma reserva de emergência

Ao simular os gastos fixos que você terá, lembre-se de incluir uma quantia para ser economizada mensalmente. Isso por que imprevistos podem acontecer, e você precisa ter uma reserva para arcar com eles.
É normal que as pessoas que moram sozinhas pela primeira vez deem esse passo com o orçamento apertado, porém, não é recomendado que você faça isso sem ter nenhuma reserva guardada - o ideal é ter um valor entre três e seis salários.

5 - Pague as contas de forma organizada

Cadastre suas contas para que sejam debitadas automaticamente do seu salário - de preferência no exato momento em que ele for depositado. Espalhar lembretes pela casa, ou no celular também são estratégias válidas. Afinal, a ausência de pagamento de alguma conta pode fazer com que o serviço seja cortado, ou pode fazer com que você acumule uma dívida cada vez maior.

Pronto para morar sozinho pela primeira vez? Você pode consultar algumas opções de imóveis em nosso site: prolar.imb.br.